Associação De

Preservação Histórica

De Valinhos

Quem Somos

A Associação tem como missão contribuir para a preservação da história, memória e identidade da cidade de Valinhos, desenvolvendo atividades sociais e educacionais, de pesquisa e filantropia, através de exposições de longa duração, temporárias e itinerantes. As atividades serão desenvolvidas para a comunidade em geral, podendo relacionar-se com colecionadores e entidades de classe e até órgãos governamentais de preservação do patrimônio histórico, arquitetônico e cultural como, CONDEPHAAT/SP, IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e IBRAM.

Leia Mais

Arquivos Históricos

O arquivo histórico da APHV tem o objetivo de ajudar aos interesses dos pesquisadores e da sociedade em geral.
O arquivo é composto dos seguintes segmentos:

Arquivos Fotográficos

A APHV possui parcerias e apoio de fotógrafos e responsáveis por acervos fotográficos na cidade de Valinhos.

Ver Mais

Arquivos Documentais

Nos arquivos documentais e textuais, a APHV contém alguns documentos pessoais, de famílias e empresas de Valinhos.

Ver Mais

História de Valinhos

O primeiro marco na história de Valinhos registra a concessão de uma sesmaria ao sesmeiro Alexandre Simões Vieira no dia 2 de dezembro de 1732, que foi outorgada pelo presidente de São Paulo, Antonio Luiz de Távora, o conde de Sarzedas. Conta a história que Alexandre Simões Vieira abriu um caminho novo de Jundiaí aos Goiazes, tendo como paragem um ribeirão chamado Pinheiros.
O Pouso de Pinheiros é o primeiro marco oficial de uma área dentro do atual município de Valinhos e, conforme os historiadores, teve existência quase centenária. Segundo o professor Mário Pires, em seu livro “Valinhos: Tempo e Espaço”, a localização deste chamado Pouso de Pinheiros provavelmente é o atual bairro Capuava, o qual o historiador considera a “célula mater” de Valinhos.